Redes sociais
Arte RADIO

Fotos

Postado dia 07/03/2017 às 08:21:14

Procopense assume os Recitais de Piano no MuBE

Luiz Guilherme Pozzi assumiu a série ‘Recitais de Piano’ do Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia – MuBE. O procopense, filho do político e médico Luiz Márcio Pozzi, é considerado um dos mais importantes pianistas da atual geração de músicos brasileiros.

Em seu currículo constam prêmios em concursos de piano , dentre eles o “Concurso Bach”, no Rio de Janeiro, e o “Grande Concurso Guiomar Novaes”, em São Paulo. Luiz Guilherme graduou-se em piano na Escola de Música e Belas Artes do Paraná, na classe da pianista russa Olga Kiun. Mestre em música pela UNICAMP, onde pesquisou sobre a obra do compositor contemporâneo Harry Crowl sob a orientação do Prof. Dr. Maurícy Martin e doutorado na USP sob a orientação do Prof. Dr. Eduardo Monteiro.

Nascido em Cornélio Procópio, Pozzi comeceu a tocar piano aos 12 anos, considerado uma idade tardia para quem quer seguir carreira. Seu pai falecido em 2013 era Médico, amante de esportes e foi vereador, vice-prefeito e prefeito em Cornélio Procópio entre os anos de 1986 e 1992. Em recente entrevista o Prefeito atual Amin Hannouche disse que após inauguração do Centro Cultural, pretende trazer vários artistas que estejam ligados a cidade para apresentações. Ficando o nome de Pozzi como uma possibilidade.

Durante sua formação Pozzi foi classificado em 1º lugar com a nota máxima na prova de admissão da Escola Superior de Música de Freiburg, na Alemanha, onde aperfeiçoou-se durante dois anos com o professor Felix Gottlieb. Nesse mesmo ano foi premiado com a bolsa integral da “Internationale Klavierakademie Murrhardt”, concorrendo com pianistas do mundo todo. Em 2005 integrou a classe do grande pedagogo russo Alexander Satz, na Universidade de Artes de Graz, na Áustria, onde foi diplomado com distinção. Recebeu bolsa de estudos integral para o doutorado na Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, além do cargo de professor assistente daquela instituição, mas preferiu fazer o doutorado no Brasil.

Pozzi é professor de piano e música de câmara da Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP) e coordena a cadeira de piano erudito da Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo. Seu CD de estreia gravado ao vivo com a Sonata Op. 5 de Brahms e a Sonata em si menor de Liszt ganhou a categoria revelação do 26o Prêmio da Música Brasileira, o prêmio máximo da indústria fonográfica brasileira.

Segundo nota publicada pelo MuBE ele pretende elevar, ainda mais, o nível dos pianistas do Museu: “A proposta é diversificar a programação, não ficando apenas com repertório tradicional, mas apresentando também, recitais de músicas contemporânea e popular. Os jovens talentos continuam sendo priorizados, ao lado de pianistas com carreira estabelecida”

Equipe RC
Foto: MuBE

 


envie seu comentário »

Arte aplicativo