Redes sociais
Arte RADIO

Paulo Bueno Direto ao assunto

Postado dia 14/07/2016 às 16:44:34

Amigo “político”

Vivemos na dúvida, esperamos sempre pelo melhor, depositamos nossa confiança a cada dois anos em pessoas que muito das vezes não conhecemos, e Elas quase sempre nos decepciona. É um momento delicado, não sabemos onde começa o interesse das nossas personalidades políticas, vivemos a mercê da vontade deles. E não era para ser assim.

Temos objetivos que cruzam os interesses dos nossos representantes. Quer saber de uma coisa? Os nossos, sempre ficam de lado, ou para depois.

Nessa constelação de personagens políticos, sobram estrelas que como se fossem um cometa passa de tempos em tempos. E sempre com a promessa do novo, mas o novo nem sempre é bom e o velho quase sempre nos decepciona. O que fazer diante de tanta falta de credibilidade que Eles nos impuseram? Resposta difícil de ser esclarecida ou digerida.

Não estou falando de Mensalão, Lava Jato, Publicano entre outras que estoura todos os dias, estou dizendo de acordos obscuros, onde os interesses sobre sai a necessidade pontual.

As piores estratégias ficam expostas por trás dos acordos, conchavos de grupos, que visam o poder e nada mais. Chega de comissionados despreparados e sem condições mínimas de assumir cargos. Assumam a responsabilidade de administrar com zelo, transparência, dignidade e que tenham o olhar social. saibam criar políticas que beneficiem realmente a quem precisa, chega de esmola, chega de falsidade.

Aprendam a se reinventar, buscar soluções. Não podemos pagar pela a incompetência de vocês.

Não quero ser pessimista, não quero promover a dúvida, estou apenas expondo o que ouço quase todos os dias em que visito quem de fato precisa de uma política elaborada e sem reticências. Pontuemos nossas prioridades, elegemos quem de fato possa nos representar.

Vejo os conselhos como parte fundamental do processo de renascimento, esqueçamos as práticas maliciosas, e busquemos soluções para os problemas do dia a dia. Desenhem as prioridades, elaborem programas realistas de Governo e demonstrem lealdade aos que os elegem.

Vemos tantos nomes sendo apresentados para esse pleito eleitoral que necessitamos pensar friamente no que queremos para Cornélio Procópio e a mudança começa através do voto. Sejamos conscientes que as nossas atitudes influenciam diretamente na administração da cidade. Não podemos parar no tempo, busquemos soluções para onde convivemos e queremos sempre o melhor.

Amigo “político” pense bem no que você está traçando como prioridade para o bem da nossa cidade, seja franco, todos nós temos fraquezas, mas que as suas fragilidades não sejam a aquelas que punam a nossa população.

Boa sorte camarada...


envie seu comentário »

Arte aplicativo